O filho eterno

“(…) Em nenhum momento, ao longo de mais de vinte anos, a síndrome de Down entrará no seu texto. Esse é um problema seu, ele se repete, não dos outros, e você terá de resolvê-lo sozinho. Fala muito em voz alta, e ri bastante — não será derrotado pela vergonha de seu filho, ainda...

Cheiro de goiaba

Este belo livro de conversas entre Gabriel García Márquez e seu amigo, o jornalista e escritor colombiano Plinio Apuleyo Mendoza, é uma janela refrescante para a obra de Gabo e, também, para suas visões sobre família, amizade, fama e política. Recomendamos a leitura e copiamos aqui nossos trechos preferidos: “Minha lembrança mais viva e...

Running with scissors

A vida é generosa ao mostrar que a realidade pode ser, muito constantemente, mais estranha que a ficção. Antes dos grandes telescópios, por exemplo, nem o mais criativo ficcionista teria inventado uma história em que bilhões e bilhões de estrelas em obstinada viagem pelo misterioso cosmo seriam o palco da tragédia humana. Palmo a...

O pintassilgo

“Porque — e se aquele pintassilgo em particular (e ele é muito particular) jamais tivesse sido capturado ou nascido em cativeiro, exposto em alguma casa onde o pintor pudesse vê-lo? Nunca se entenderá por que ele foi forçado a viver em tal miséria — desconcertado pelo barulho (como imagino), afligido por fumaça, cães latindo,...

A volta do gato preto

Eu poderia transcrever páginas e páginas (além de primorosamente bem escrito, o livro é uma aula de história norte-americana), mas selecionei só o trecho abaixo porque o Luís Fernando é tão tão tão fofo! Erico morou nos Estados Unidos durante os meses finais da Segunda Guerra, a pedido do Departamento de Estado americano, dando...

Tudo é eventual

“Contos são artefatos: não coisas feitas, criadas por nós (e pelas quais possamos receber créditos), mas objetos preexistentes que desencavamos.” (Prefácio ao conto Tudo é eventual, p. 215) Esta coletânea de contos, publicada originalmente em 2002, começa com uma história baseada numa ideia que talvez seja universalmente aterrorizante: estar deitado, totalmente consciente porém paralisado,...

Matadouro-cinco

– Foi necessária – disse Rumford a Billy, referindo-se à destruição de Dresden.– Eu sei – retrucou Billy.– A guerra é assim.– Eu sei. Não estou reclamando.– Deve ter sido um inferno para quem estava em solo.– Foi. – Confirmou Billy Pilgrim.– Tenha piedade de quem precisou fazer isso.– Eu tenho.– Você deve ter...

O homem do castelo alto

A chave para se decifrar O homem do castelo alto, publicado originalmente em 1962 pelo norte-americano Philip Kindred Dick (mais conhecido como Philip K. Dick ou, para os fãs de carteirinha, PKD) é, de maneira muito borgiana, um livro inscrito no próprio livro. Para não dizer mais que isso e estragar uma surpresa literária...