Esperando Godot

Ontem fomos ao Teatro Oficina Uzyna Uzona conferir a montagem de Esperando Godot, que ficará em cartaz até 19 de junho. Foi uma enxurrada sensorial sem igual. A começar pelo teatro, projeto de Lina Bo Bardi e Edson Elito. Um espaço inspirado e inspirador, tão distante quanto possível dos auditórios a que estamos acostumados...

O nome da rosa

Publicado em 1980, com tiragem inicial relativamente modesta (15 mil exemplares – afinal, quem iria se interessar pelo romance medieval de um acadêmico italiano?) O nome da rosa havia vendido mais de 50 milhões de cópias em 2022, quando Umberto Eco faria 90 anos*. O êxito comercial de um livro tão erudito é prova...

Van Gogh – A vida

Em 2022, a bela tradução de Denise Bottmann para a Companhia das Letras desta monumental biografia de Van Gogh completa dez anos. O minucioso trabalho de pesquisa de Steven Naifeh e Gregory White Smith, totalizando 1025 páginas mais dois encartes de imagens e extensa bibliografia, nos apresenta à figura de um homem que se desprendeu de...

Into the wild

Em junho de 2020, o “magic bus” que serviu de base e abrigo a Chris McCandless foi removido das imediações da Stampede Trail pelo governo do Alaska e levado a um destino sigiloso. De acordo com as autoridades, os fãs do famoso aventureiro Alex Supertramp estavam, em suas peregrinações até o ônibus 142, correndo...

A extinção das abelhas

Não tenho dúvidas de que estamos testemunhando o colapso da civilização ocidental. Uso o termo “ocidental” para me referir à sociedade que aderiu febrilmente ao tipo de consumo imposto em escala global depois das grandes guerras do século 20 (e é claro que isso inclui a China, apesar da evidente atopia). Uso também o...

O professor polvo

Eu e meu pai sempre assistimos à temporada de premiações para comentar nossos favoritos e nossas impressões, compilando títulos para serem conferidos no decorrer do ano. Quando eu morava com ele, até mais ou menos meus 19 anos de idade, assistíamos a algumas cerimônias juntos – ou pelo menos ao começo delas, já que...

As entrevistas da Paris Review

Esse primeiro volume de coletâneas de entrevistas da Paris Review foi um pequeno tesouro que achei sem querer na biblioteca do IFCH, há uns anos. Retirei o volume para ler a do Borges, mas acabei lendo todas as catorze mesmo por causa do naipe dos entrevistados e da qualidade das conversas (a “entrevista da...

Melhores de 2020

O ano de 2020 não foi exatamente um ano brilhante para a humanidade. Entre plots de um vírus mortal à solta e seus impactos nas economias nacionais que nem os mais clarividentes cientistas poderiam prever, polarizações insolúveis e distanciamentos compulsórios, vivemos nossas pequenas vidinhas enclausurados no esforço mundial de contenção do contágio e no...